trama alimentar


a semente germina
magicamente
resgata do chão
a vida decomposta
e se posta altiva
auto produtiva
numa verde plantação
mas suas espigas arranca
com incisivos cortantes
um roedor incauto
saciando o desejo
da fome constante
sem perceber
que à dois metros distante
um ofídio espreita
a cumprir seu ofício
de carnívoro voraz
mas rastejando de volta
farto e satisfeito
não observa do alto
em asas montado
rapinante predador
que retornando ao ninho
com a presa nas garras
devolverá à terra
em seu devido tempo
o elemento preciso
à um outro vegetal.

1 comentários:

Mai disse...

É eis a cadeia alimentar. Eis a vida vivida.
Seria muito bom se tu escrevesses um livro infantil sobre estes teus temas cotidianos. Há tantas crianças, ecologicamente educadas e preparadas para sustentar este planeta. que seria lindo, trabalhares para elas, também.

Beijos, amigo.
Fica bem.

Postar um comentário