dia do biólogo


um projeto nas mãos
e os pés na estrada
sobrepondo as pedras do caminho
ultrapassando fronteiras
recriando esperanças
guardando nos limites a tolerância

botas, sacolas, puçás
caderno, cantil, gravador
seca e chuva, frio e calor
termômetro medindo a ansiedade

a noite na mata
a pressa pela procura da presa:
o “predador” ecológico
preservando a caça
a raça de quem acredita na razão
a perfeição darwinianamente traçada

a casa em relações (des)harmônicas
num interrelacionamento trófico
vibra, pulsa, interage

bichos, ritos, nichos
flores, cores, odores
sons que surgem
sons que emudecem
a vida que brota e fenece
ciclicamente no meio do ambiente:
ecos de pura logia!

1 comentários:

Mai disse...

Olá, Olívio, congratulações pelo dia, amigo biólogo.
Dia em de se comemorar e agradecer a esses profissionais que escolheram, como seu lugar no mundo, a luta pela vida, pela sustentabilidade da vida, pela perenidade do planeta.

Obrigada, Olívio, por esta escolha.

Abraços e felicidades.

Postar um comentário