1 comentários:

Mai disse...

E assim, alada, a noite chega sorrateira e em sua negra desfarçatez, sempre engole a luz do sol e assim como vem, ela se vai.
beijos, Sidnei

Postar um comentário